terça-feira, 21 de setembro de 2010

Reabertura da Biblioteca do Vaticano

Hoje realiza-se a reabertura da Biblioteca do Vaticano. Desta forma, 150 mil manuscritos, um milhão de livros, centenas de milhares de moedas, medalhas, gravuras: são milhares os documentos que voltam a estar disponíveis para consulta dos investigadores mundiais. Dez milhões de euros de investimento em profundas obras de reabilitação acompanhadas de perto pelo Papa Bento XVI permitiram que a Biblioteca do Vaticano reabra, agora, equipada com um largo sistema de segurança que incluiu a monitorização dos livros através de “chips”. É de sublinhar que o acesso aos famosos arquivos secretos da santa Sé continua inacessível aos investigadores exteriores ao Vaticano. O transporte dos volumes para as salas de leitura foi remodelado, com a implementação de um sistema de comunicação avançado, para além do reforço da vigilância interna através de câmaras na entrada e na saída da biblioteca.

O arquivo foi amplamente remodelado, com obras que passaram pelo reforço das fundações, a climatização e o controlo da humidade, a instalação de sistemas contra o fogo e a construção de uma torre interior que contorna o acesso de escadas e elevador à caixa-forte do arquivo. A remodelação do espaço e do reforço da segurança é também sinónimo de flexibilidade para o utilizador: os investigadores podem aceder à internet através do seu computador, pela rede Wi-fi do centro de estudos ou consultar documentos fotográficos em casa, através de uma palavra-chave. A obra cumpriu os prazos de reabilitação, mas só daqui a dois anos é que a intervenção fica completa, com a abertura de uma sala onde podem ser consultadas estampas e litografias.

Fonte: Público

1 comentário:

miGuel pesTana disse...

Adorava visitar essa biblioteca.N o Vaticano escondem-se muitos segredos antigos!!