quinta-feira, 3 de julho de 2008

Festival de Poesia de Berlim 2008

O Festival de Poesia de Berlim, , será este ano dedicado aos poetas de língua portuguesa.
Durante nove dias (5 a 13 de Julho), a Literaturwerkstatt Berlin organiza um alargado conjunto de sessões à volta da poesia, da sua tradução, das questões que se colocam aos editores e aos autores, das relações da poesia com outras artes.

Portugal estará representado ao longo das sessões, que começam no dia 5 de Julho com a presença de Manuel Alegre na Weltlang - Noite da Poesia (juntamente com o Brasil, Dinamarca, Grã-Bretanha, Japão, Israel, Estados Unidos, Eslovénia, Alemanha e Ucrânia). Estarão ainda presentes Teresa Balté, Paulo Teixeira, Ana Luísa Amaral, Pedro Sena-Lino, Miguel Azguime, Aldina Duarte (fadista). Uma mesa-redonda sobre "A situação da poesia no espaço de língua portuguesa" contará com Ana Luísa Amaral, Maria Carlos Loureiro (Directora de Serviços do Livro da DGLB), Armando Artur (Moçambique) e Paulo Henriques Brito (Brasil).É ainda de destacar a presença de poetas africanos de língua portuguesa, como Olinda Beja, Ana Paula Tavares, Luís Carlos Patraquim, entre outros.

O trabalho resultante deste workshop será disponibilizado no site: http://www.lyrikline.org/index.php?id=51&L=1 e será posteriormente publicado numa antologia bibingue alemão-português. O Programa está disponível em http://www.literaturwerkstatt.org/index.php?id=599&L=1

Fonte: DGLB

4 comentários:

Anónimo disse...

Gostaria que contactassem para este festival o Escritor dePoesia e Prosa Prof.Dr.Nelson Vilela,Com 15 livros já editados,Pertence á Associação dos Autores de Braga a cuja Direcção pertenceu.Tem feito várias palestras sobre assuntos literários,poderão ver a sua biografia nos Autores transmontanos e Durienses em Dodouropress .net.seu num tel,918500706.Os seus livros são:SAUDADES POESIA-ASAS DE ESPUMA POESIA-REGRESSO-POESIA-SEMPRE EM CAMINHO-O SAL E AS LÁGRIMAS- ENTRE UEGUEIRAS E CARQUEIJAS DE CONTOS -MAR E SOMBRA-TEATRO-LINGUAGEM HUMANA POES.LIVRO DE CARLA- INFANTIL-INQUIETAÇÃO ETC.Todos eles com boas criticas.Nasceu em Vilarinho de Samardã , por onde andou Camilo CastBranco e onde trocava impressões com Miguel Torga.Se conseguir enviar para o vosso mail algumas Poesias, envia-las-hei.Muito grata, e ainda bem que fazem estes festivais, já eram horas. Felicidades

Maria da graça Borges de Matos disse...

De Nelson Vilela em O SAL E AS LÁGRIMAS

A Europa Jaz,posta nos cotovelos:
De Oriente a Ocidente jaz, fitando,
E toldam-lhe românticos cabelos
Olhos gregos, lembrando -- mensagem

Os romanticos cabelos
De tanto tempo tidos
Jazem pervertidos em desonradas cãs...
Portugal não pensa em maresias,
Não sonha, nem ara caravelas...
Estrasburgos e Bruxelas
Dão-lhe tardes de Burguesia,
Bizarras e louçãs

Fita com o mesmo olhar fatal
Comprometido e distanciado
O Mundo Novo, sem futuro pelo passado,
O rosto com que fita é ainda, Portugal

jts disse...

Obviamente, que falar do Professor e grande poeta trasmontano, Nelson Vilela, é dar a conhecer a sua grande obra poética, espalhada por todo o país. A homenagem que os seus antigos alunos - que nunca o esquecem - lhe estão a preparar, é fruto de uma amizade eterna, que preservam com grande amor.
As suas obras, merecem ser mais divulgadas e conhecidas, tão grande é a sua qualidade.
Depois de Miguel Torga, que os portugueses imortalizam, Nelson Vilela, será certamente depois dele o maior poeta trasmontano da actualidade.

Teixeira da Silva.

Anónimo disse...

MUSA

Ás vezes bem bato e rogo,
em acto contrito e verdadeiro
que ela, a musa
me inspire, não digo um poema inteiro
mas um verso apenas,
que traduza
o que sinto e não sei dizer,
mas ela , a musa
recatada ,recusa
seja o que for que queira escrever.

E lá fica esta minha sede,
bem dentro insaciada,
qual lágrima que não cai,
por não ter rosto, por onde tresmalhada,
procure o que quer,
saiba para onde vai.

Nelson Vilela